A MANDALA DA LUA


Com a Mandala da Lua você mapear o ciclo de lunação junto, ou não, com o seu ciclo menstrual, caso você não menstrue. Acompanhando a Lua, você entra em uma conexão intuitiva com o cosmos e a natureza e recupera o seu poder de manifestação.

OS CICLOS DE LUNAÇÃO E MENSTRUAL

O que é lunação?
O nosso desenvolvimento pessoal e coletivo é cíclico e tem como base o ciclo lunar. Infelizmente, o calendário gregoriano em nada reflete o nosso ritmo natural. Os 365 do ano dias são um cálculo incompleto da revolução da Terra ao redor do Sol, e a divisão irregular em 12 meses de 28, 29, 30 ou 31 dias não acompanha os ciclos lunares, que têm 29,5 dias cada (são 12,5 lunações por ano). Os sete dias de cada semana até têm relação com as fases da Lua, que duram cerca de sete dias cada, porém a forma como as semanas se encaixam nos meses, e também a divisão fixa em cinco dias úteis e dois de descanso, não se adaptam às nossas necessidades em cada fase, portanto não se relacionam com as lunações.

Há milênios vivemos fora do tempo da natureza. As consequências disso são o sentimento de desconexão entre o Céu e a Terra, a rejeição ao feminino, a negação do corpo e suas necessidades sexuais e emocionais, a falta de conhecimento sobre nossos ciclos naturais e seus potenciais a cada momento e a perda do nosso poder de manifestação. Como corrigir esse erro? Reestabelecendo a conexão com o ciclo lunar, todo o resto se desenvolverá naturalmente.

No seu movimento de rotação ao redor da Terra, a Lua reflete a luz solar de diversos ângulos. A lunação é o ciclo que começa a cada Lua Nova, quando Sol e Lua se encontram no mesmo grau de um signo. É quando a Lua se posiciona entre o Sol e a Terra e por isso não reflete luz. Nesse momento, é liberada uma energia de manifestação para trabalharmos aqui na Terra. Não se esqueça de que tudo é energia, certo? E os signos onde os astros se encontram são a qualidade das energias que trocamos com o universo.

As fases da Lua
Entender o que cada fase da Lua representa é fundamental para o desenvolvimento do nosso potencial a cada lunação.

Lua Nova: tudo começa com a Lua Nova liberando uma energia de manifestação com a qualidade do signo onde Sol e Lua se encontram. Os primeiros sete dias do ciclo são a fase da semeadura, quando você pode se alinhar com sua intenção. Como a Lua vai ressurgindo aos poucos no céu, o desenvolvimento se dá principalmente no plano interior, como uma semente que começa a germinar ainda debaixo da terra, porque as condições lá fora ainda não chegaram ao ponto da manifestação. É como quando tudo se concentra dentro durante o Inverno. Você já pode tomar as primeiras iniciativas para realizar sua intenção, mas essencialmente esses são dias de planejamento, em que você vai adquirindo autoconhecimento e informações, se dando conta dos seus potenciais e recursos disponíveis.

Lua Crescente: as suas intenções começam a se manifestar, e é nessa fase que você pode se articular para que isso aconteça. A plantinha está brotando enquanto suas raízes se aprofundam, aos poucos ela vai tomando forma. A fase Crescente é dinâmica, o momento de iniciar projetos e investir nossos recursos no que desejamos, pede que a gente circule, interaja, marque encontros, faça reuniões. Nesses sete dias, a qualidade do signo onde ocorre a Lua Crescente acrescenta mais potência ao tema da lunação. Novos elementos vão se integrando ao processo, e a necessidade de alimentá-lo é maior. É como ter um pouquinho da energia da Primavera todos os meses.

Lua Cheia: é a plena manifestação. Na Lua Cheia a planta está madura e você também tem energia para expressar suas intenções para o mundo, apresentando seus trabalhos e empreendimentos. Nessa fase os resultados aparecem e frutificam em novas possibilidades. Os afetos estão mais expressivos também. Os sete dias seguintes à Lua Cheia, que têm a qualidade do signo onde ocorre, são um período bom para os eventos sociais, pois é o astral mais extrovertido. Em algumas Luas Cheias, podemos nos sentir pessoalmente mais introspecção do que em outras, mas isso não invalida que, de um modo geral, essa é a melhor fase para reunir as pessoas, como no Verão.

Lua Minguante: quando a Lua chega ao seu último quarto, nos sete dias seguintes reflete cada vez menos a luz solar, e nossa disposição também diminui. Conforme nos voltamos mais para dentro, vamos finalizando o processo iniciado na Lua Nova. Ainda que não seja a conclusão de uma questão, apenas de uma etapa, é nessa fase que fazemos uma edição do que vamos levar para o próximo ciclo ou não. Nos trabalhos fazemos revisões e no nosso emocional ocorre uma limpeza, assim como a natureza se despe no Outono. Nos dois dias que antecedem a Lua Nova, é quando nos interiorizamos mais, em preparação para mais um recomeço.

O ciclo menstrual

Todos os meses, as mulheres vivenciam seu ciclo fértil em fases que são como as da Lua. Nem sempre o seu ciclo menstrual está alinhado com o lunar, até porque a duração de cada um pode ser diferente – enquanto a lunação dura 29,5 dias, qualquer variação entre 25 e 33 dias do ciclo menstrual é considerada saudável. Mas vamos tomar como base aqui um ciclo de 28 dias.
Ao acompanhar o fluxo natural dos nossos hormônios, saímos do plano exclusivamente mental, racional e linear, para experimentar um sentir mais em sintonia com nossa intuição, em todas as suas oscilações, o que é um poderoso exercício de reconexão com nosso sagrado feminino e o planeta Terra.
Infelizmente, essa sabedoria tão antiga foi se perdendo ao longo desse tempo patriarcal. Mas agora há todo um trabalho das mulheres que recuperaram esse conhecimento para trazê-lo de volta a todas nós. Todos os meses, as mulheres passam por um ciclo de vida, morte e renascimento e este é um processo de cura. Precisamos reaprender a escutar nosso próprio corpo e respeitar nosso próprio ritmo.

O ciclo menstrual tem quatro fases. São elas:

Menstrual: é o sangramento, quando a mulher sente mais necessidade de recolhimento, entre os dias 1 e 6 do ciclo ou enquanto durar a menstruação. Seu corpo está experimentando uma liberação, tem menos energia para dispor em outras atividades e suas emoções passam por uma renovação. É fim de ciclo e também o começo de um novo, uma morte e um renascimento, e esse período está associado à Lua Nova. A energia da mulher está contida e ela está ligada nos seus instintos. Aqui a mulher é uma bruxa: sua intuição é ainda mais profunda. Mas esses são dias para dormir mais, sonhar mais e buscar as respostas íntimas para suas questões. Sua energia sexual está mais voltada para a abertura dos seus canais espirituais.

Pré-ovulatória: ocorrer mais ou menos entre os dias 7 e 13 do ciclo e é quando o folículo amadurece, produz o hormônio estrogênio e o corpo se preparar para ser fertilizado. A energia da mulher nessa fase é dinâmica, como na Lua Crescente. Ela está mais autoconfiante, sociável, determinada a realizar suas intenções e capaz de lidar com as dificuldades que surgirem de forma criativa. Sua sexualidade está florescendo, ela tem mais alegria e se permite mais prazeres. Nessa fase prevalece a energia da Virgem, que não tem nada a ver com castidade, mas com a fertilidade em crescimento.

Ovulatória: o folículo libera o óvulo, e é nessa fase que a mulher pode engravidar, o que costuma ocorrer por volta dos dias 14 ou 16 dentro do ciclo, sendo que a fase como um todo dura mais ou menos até o dia 20 do ciclo. Como o momento da ovulação pode variar, é acompanhando o ciclo que aprendemos a reconhecer os sinais. A mulher pode sentir os sintomas da ovulação como o aumento dos seios, um muco transparente que parece clara de ovo, aumento na temperatura corporal, dor na área pélvica, pequenos sangramentos, certos desejos alimentares e aumento do apetite sexual. Nesse momento, além do estrogênio o folículo produz progesterona, hormônio que torna mais espesso o endométrio na parede interna do útero para que a mulher possa conceber. E ela experimenta uma energia radiante nessa fase expressiva, está no auge do seu poder de manifestação. Como a Lua Cheia, sua energia é maternal, de amor e cuidado, e sua sexualidade floresce. Ela se sente mais produtiva e capaz de assumir mais responsabilidades, manter e alimentar seus projetos e ideias.

Pré-menstrual: se a fertilização não ocorre, a partir mais ou menos do dia 21 os níveis desses hormônios caem e o endométrio começa a se desintegrar. A variedade de sintomas físicos e emocionais conhecidos como tensão pré-menstrual ou, simplesmente, TPM é imensa e pode afetar as mulheres de diferentes maneiras. Os mais comuns são as dores de cabeça, nas costas, retenção de água, fadiga, alergias, irritação, desejo de comer mais açúcar e carboidrato, falta de concentração, oscilação de humor, depressão. Nem sempre esses sintomas são graves, podem ser sutis ou nem sentir, mas todas as mulheres os experimentam em algum grau, em algum momento. Nessa fase Minguante do ciclo menstrual, a mulher experimenta mais o seu mundo interior. Ela está envolta em seus mistérios. Sua sexualidade se torna ainda mais poderosa, mas agora não mais voltada para conceber, e sim para se desvendar. Ela sabe que tem seu encanto e o efeito que isso tem sobre as outras pessoas. Essa energia é forte do ponto de vista criativo, é uma fase pra produzir o seu material, embora precise saber canalizá-la nesse sentido enquanto experimenta seus altos e baixos. Estes vão se tornando mais intensos à medida em que se aproxima a menstruação. Aí sua concentração diminui e ela fica mais intolerante em relação ao mundo externo. É como se a mulher estivesse envelhecendo, mas adquirindo mais sabedoria. Por outro lado, sua intuição se acentua e sua imaginação também.

É importante ficar claro que as datas relativas a cada fase podem variar se a duração do ciclo for maior ou menor que a base de 28 dias, o que você vai verificar fazendo sua Mandala da Lua. Um ciclo pode ser diferente do outro porque nossas emoções interferem no fluxo hormonal. Não há ciclo certo ou errado, sua menstruação pode não ocorrer na Lua Nova, mas na Crescente, Cheia ou Minguante. Aliás, é comum que a mulher experimente uma transição da menstruação na fase Nova para a Cheia ao longo do ano.

Quando a menstruação ocorre por volta da Lua Nova, chamamos de Ciclo da Lua Branca: seu ciclo pessoal coincide com o lunar e a mulher tem as condições ideais para expressar sua energia criativa na concepção. Quando a menstruação ocorre por volta da Lua Cheia é chamada de Ciclo da Lua Vermelha (de sangue), e ela experimenta em cada fase da Lua o oposto do que estas representam. Assim, a energia criativa da mulher está mais voltada para o desenvolvimento de seus poderes criativos no relacionamento, no trabalho e na espiritualidade, o que não quer dizer que não possa engravidar.
Nenhum ciclo é melhor que o outro, são apenas diferentes. Nada como se conhecer para saber como funciona para você!

COMO USAR A MANDALA DA LUA

Mapeando seu ciclo

Mulher: você pode mapear o seu ciclo menstrual para compreender como ele se integra à lunação, e o que isso representa para você em cada fase do que constitui, afinal, o seu ciclo pessoal. Cada mulher estabelece conexão com a Lua de um jeito particular, e a Mandala da Lua é uma forma simples de fazer esse mapeamento. Após três ciclos, você já começará a perceber como flui sua energia, o que possibilitará que organize a agenda da vida com consciência, em sintonia com seu ritmo natural.

Para quem toma pílulas anticoncepcionais, esse exercício terá algumas limitações por não experimentar o fluxo natural dos hormônios. Ainda assim, você pode fazer sua Mandala na busca pela reconexão. Dessa forma, pode até conseguir se libertar da pílula e dar o primeiro passo para curar qualquer problema de saúde nos órgãos sexuais e reprodutores, assim como aprender a lidar com sua fertilidade sem medo. Mulheres na menopausa e gestantes também podem fazer a Mandala, nesses casos considerando apenas as fases da Lua.

Homem: você também pode se beneficiar da Mandala da Lua. Mesmo que não menstrue, você também vive no planeta Terra, sob os ciclos lunares, tem o corpo composto por 70% de água e suas próprias marés emocionais, não é mesmo? Mapeando a lunação, você pode compreender o que isso representa para você também em termos de disposição e humor a cada fase.

Após três ciclos, você já começará a experimentar uma melhoria significativa não apenas no seu rendimento, mas especialmente no seu relacionamento com sua anima (a parte feminina da sua psique) e, consequentemente, com as mulheres da sua vida.

Como usar
A Mandala tem 29 Luas representando cada dia da lunação. A Lua preta representa a Nova e a branca, a Cheia. Comece a preencher sua Mandala a partir da Lua Nova, se você não menstruar, ou o dia 1 será o correspondente ao primeiro da menstruação. Na dúvida de qual é o desenho da Lua neste dia, confira no Calendário Lunar que disponibilizamos gratuitamente para você.

A cada dia, preencha a Mandala na sequência do dia 1, registrando-o no círculo mais interno: dia 2, 3, 4. No círculo seguinte, registre a data de cada dia do seu ciclo. Depois é a área onde você vai descrever o que sente no corpo. Use palavras-chave como: vitalidade, inchaço, cansaço, cólica, insônia, mamilos sensíveis, a quantidade do fluxo menstrual, a qualidade do muco, e por aí vai.

Descreva no círculo mais externo como você sente o emocional: tesão, extroversão, introspecção, confiante, criativa, amorosa, irritada, equilibrada, otimismo, depressão, desejo de comer doce, erotismo, sensualidade, intuitiva etc. Você também pode registrar os sonhos que teve, um comportamento ou situação específicos, uma vitória pessoal, uma desafio marcante. A Mandala é sua!

Por fim, desenhe o símbolo do signo onde se encontra a Lua a cada dia. Você também pode colorir esse espaço com a cor que escolher pra representar cada fase do seu ciclo.

Deixe a sua Mandala em um lugar acessível pra lembrar de preenchê-la todo dia. Faça disso mais do que um hábito, faça um ritual: o seu sagrado momento de reconexão, um ato de amor-próprio, um momento para refletir sobre seu dia e suas experiências, para se observar e compreender os ciclos da vida. Todo mês, quando terminar de preencher sua Mandala, imprima outra e recomece. Aos poucos, você vai compreendendo como se sente em casa fase, em cada dia da menstruação, quando a Lua está em cada sigo. Aos poucos, você vai sentindo a sua magia de volta!

MANDALA + CALENDÁRIO DA LUA 2019

Nós temos a Mandala + o Calendário Lunar 2019 de presente para você imprimir.

Scroll to top